Planejamento.

O primeiro passo, que consideramos o mais importante, é criar um bom planejamento. Ele norteará e ajudará você a definir claramente os objetivos da estratégia de Marketing de Conteúdo.

Durante a criação de um planejamento, alguns itens se fazem necessários: elaboração de um briefing; imersão no cliente (necessidades, produtos, serviços); definir as personas; determinar os KPIs para mensuração dos resultados; e instalar um processo de governança.

Segundo Kotler, o ideal é que as ações estejam estritamente ligadas aos objetivos principais do negócio. Para isso, é necessário criar métricas claras sobre os resultados, como por exemplo:

Geração de leads;

Vendas efetivas;

Cross-selling (o cliente adquire outro produto complementar a sua compra inicial);

Up-selling (cliente é estimulado a comprar um produto mais caro do que o pretendido);

Vendas por indicação.

Existem ainda uma série de outras categorias que podem ser incluídas, tais como: Branding, Vendas, fortalecimento de marca, relacionamento etc.

Ao criar o planejamento, é normal que apareçam mais de um objetivo. O importante nessa fase é a definição de metas, que irá nortear a melhor estratégia de Marketing de Conteúdo.

Mapeamento do público

O segundo passo é identificar o público para o qual o conteúdo será direcionado. Nesse processo não basta determinar um público-alvo amplo, com informações como gênero, idade, escolaridade ou faixa de renda.

Aqui é necessário ir além e definir um subconjunto específico. Isso será determinante para a verdadeira relevância do conteúdo a ser produzido. A segmentação pode levar em consideração parâmetros:

Geográficos;

Demográficos;

Psicográficos.

Uma vez que essas questões estiverem delimitadas, é necessário traçar os perfis do público e descrever suas “personas”, um personagem fictício que tem todos os atributos de um consumidor ideal, como hábitos, hobbies, profissão, sonhos, objetivos.

Desta forma, será mais fácil descobrir os desejos, problemas e aspirações desse público. Essa ferramenta é essencial para a produção de um conteúdo com relevância e de qualidade.

Concepção e gestão do conteúdo

O passo seguinte é gestão do conteúdo, que será a linha-guia da estratégia de Marketing de Conteúdo. Esse processo engloba planejamento, criação, definição de canais, distribuição e avaliação de conteúdo. Todas as ações devem seguir objetivos claros a serem alcançados.

Atenção ao selecionar as ideias para a criação do conteúdo. É importante que os materiais sejam adequados para cada formato, assim como as narrativas (tons de voz). Uma boa dica é, antes de escolher os assuntos, leve em consideração duas questões: relevância e histórias.

Relevância: Diante da maciça quantidade de conteúdo disponível na web, é preciso oferecer um material relevante, que se destaque dos demais;

Histórias: A técnica conhecida como Storytelling tem se mostrado a forma mais eficaz de apresentar conteúdo, com qualidade, personalidade e atributos da marca.

Criação do conteúdo

Após a definição das etapas anteriores, chegou a hora de dar início à produção dos materiais de Marketing de Conteúdo. Essa fase mescla atividades operacionais e táticas, que deverão seguir a estratégia desenvolvida no planejamento inicial.

Além da produção, o trabalho envolve a gestão, a distribuição de tarefas e a mensuração de conteúdo.

Vale lembrar que além da escolha do formato (artigos, infográficos, vídeos, ilustrações, guias, Whitepapers, e-books, entre outros), deve-se definir quais serão os canais de distribuição, assim como os objetivos a serem alcançados.

O ideal é que os materiais sejam interativos, de fácil absorção e de fato relevantes para as Buyer Personas.

Alguns aspectos podem ser considerados no processo de definição das pautas, como: datas importantes do segmento; aspectos institucionais; e portfólio de produtos.

Encontrar as estratégias corretas para alcançar os objetivos estabelecidos é um desafio constante. Requer muita organização, enorme compromisso tanto em questão de tempo como de orçamento e uma série de tentativas.

A Criação de Conteúdo é a etapa que demanda o maior tempo e esforço de toda a equipe. Sem um material rico, original e de alta qualidade uma campanha de Marketing de Conteúdo está fadada ao fracasso.

Distribuição do conteúdo

Um conteúdo de alta qualidade será inútil se não atingir o público pretendido ou o objetivo preestabelecido.
Para evitar que um conteúdo se perca na imensidão da rede é imprescindível que haja também uma estratégia otimizada para a distribuição do conteúdo.

Como exemplo, você pode usar os canais de mídias mais comuns a serem usados pelas empresas:

Próprios ou Orgânicas (publicações corporativas, sites, blogs, comunidades online, newsletters, mídias sociais próprias, notificações por celular e aplicativos);

Mídias Pagas (banners, redes afiliadas de sites de conteúdo, links patrocinados em mecanismos de buscas, posts patrocinados em mídias sociais etc.).

Auditoria e manutenção de conteúdo

Uma vez que o conteúdo já foi distribuído, o próximo passo é a análise de resultados, ou a avaliação do impacto dos conteúdos produzidos.

Importante salientar que, em paralelo à análise de resultados, a auditoria e a manutenção de conteúdo devem ser realizadas de forma contínua.

O processo pode variar, dependendo do tipo de conteúdo. Em geral os conteúdos devem ser revistos, avaliados e atualizados sempre que possível ou necessário. Durante a avaliação deve-se considerar novos fatos e informações, além é claro, do desempenho.

Avaliação do marketing de conteúdo

A avaliação envolve indicadores de desempenho não só estratégicos, mas também táticos. Deve-se verificar se as estratégicas de Marketing de Conteúdo atingiram as metas iniciais do projeto.

Avaliar ainda se o tema, o formato e os canais escolhidos para a distribuição deram bons resultados. Confira abaixo 5 categorias de desempenho do conteúdo e algumas métricas para avaliá-las:

Melhoria continua

Nesse último tópico, ressaltamos a grande vantagem do Marketing de Conteúdo em relação ao Marketing Tradicional, o fato de ser altamente mensurável.
O rastreamento do desempenho é fundamental para análise e identificação de novas oportunidades.
Identificar as publicações bem-sucedidas e as que não tiveram um bom desempenho, permite experimentar outras possibilidades.
É possível ainda redefinir toda a estratégia, de volta ao planejamento inicial com as novas informações adquiridas.
Por fim, é necessário compreender que a implementação de uma estratégia de Marketing de Conteúdo exige persistência e regularidade e compreensão da equipe, já que demanda certo tempo para exercer um impacto mensurável.

Da teoria para prática
Após essa jornada através dos 8 passos fundamentais para planejar uma estratégia de Marketing de Conteúdo, você já sabe o que é necessário para elaborar a sua.
Caso sua empresa precise de apoio para elaborar e executar uma estratégia de Marketing Digital otimizada, uma opção viável é contratar uma agência especializada.

  • Gestão do Google

  • Gestão de Instagram

  • Gestão de Facebook

  • Produção de Conteúdo

Gerar-resultado-vendas
Manual-do-cliente
Published On: maio 6th, 2020 / Categories: Estratégia Facebook, Marketing seo /

Inscreva-se para receber as últimas notícias

Vamos fazer as coisas acontecerem, se você é um empresário, profissional liberal, autônomo, infoprodutor e quer colocar a sua loja no meio digital ou já tem uma e deseja vender mais, obter mais clientes, posso ajudar você.

    Se quer conquistar mais clientes ou aumentar suas vendas? Política de Privacidade here.